terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Bioré Milk UV | As 3 Versões Disponíveis e Uma Releitura Sobre o Trio de Filtros Mais Famosos do Japão

Olá pessoas vaidosas. Eu já falei diversas vezes com textos enormes sobre essas versões MEGA famosas de fotoprotetores asiáticos que ganharam o mundo. Eles vivem passando por leves reformulações, mas a essência continua a mesma. Passa ano e entra ano e os Biorés Milks (rosa, azul e branco) ainda são muito procurados.

Depois do grande sucesso e encantamento com eles que eu e praticamente todo mundo que usou eles tiveram, o "BUMM" do sucesso passou e com a vasta experiência pessoal que tive com outros milhares de filtros posso ter uma visão mais detalhada e atualizada sobre os filtros Bioré Perfect Face Milk; Biore UV Perfect Milk e o Bioré UV Bright Face Milk.


No geral, a regra de sempre continua valendo, o branquinho vem com 30 ml numa textura fluída, seu mix de filtros possui um bom equilíbrio de ativos químicos e físicos, desta maneira pode-se dizer que é grande a quantidade de filtros inorgânicos, e sendo assim o produto é bem branco, dificilmente ele pega bem no acabamento final. Eu tenho pele morena clara e o visual é vulgar, bem feião mesmo. Analisei este mesmo acabamento feio até mesmo em peles bem brancas. Não adianta se iludir e dizer que ele causa um leve branqueamento seguido de um ótimo efeito matte "a lá tipo pele de pêssego", a realidade é outra.

Demorei anos para "cair a ficha" o quanto o Bioré Perfect Face Milk é feio na pele, anos as pessoas me perguntando o que eu tinha aplicado. Eu olho minhas fotos antigas e me envergonho do feito. Há filtros que são 100% físicos com uma leve cor de base que se comportam melhor que este.


Outro ponto extramente impostante é sobre a realização da dupla limpeza, que começa com um demaquilante com base oleosa na pele, que sempre usei as versões do Japão mesmo, ai emulsifica bem , retira tudo e depois lava o rosto com o sabonete habitual. E até hoje a regra é clara: é preciso fazer isso todo santo dia, pois ele dificilmente sai do rosto com água e sabonete comuns! 

Mas realizando a técnica de dupla limpeza especial, ele provoca acnes e cravos? A principio não. Comigo foi assim: passou-se meses com meu uso e retirada do filtro realizando a dupla limpeza com total perfeição, só que com mais e menos dias a pele respondia com poros largos, cútis no geral feia e aumento de cravos. Teve gente mais próxima a mim que teve resultados desagradáveis ainda mais cedo, e acreditem: a pessoa realizava a dupla limpeza de forma correta todo santo dia, e mesmo com essa alta disciplina e boa purificação do rosto, a gente chega numa conclusão que em quanto o produto está na pele durante o dia, há um certo danos a epiderme no sentido dela responder com mais cravos e poros estranhos. 


Resumindo: não adianta  dormir com a pele ultra limpa, o "estrago" que ele faz durante o dia de forma acumulativa é quase que certa! Eu parava vários meses e recomeçava com a pele boa novamente, ai era questão de mais alguns meses e a crescente na estranheza da textura da epiderme era uma realidade. 

Infelizmente o efeito "sufocante" do Bioré Perfect Face Milk se mostrou a médio e longo prazo algo danoso e muito dispensável, usei umas 4 ou 5 versões atualizadas deste produto (todo ano eles atualizam levemente a fórmula) e realmente não dá!

Além desta feiura de acabamento e dano gerado a pele, essa versão branquinha resseca muito a pele, até mesmo as oleosas em alguns períodos do ano; craquela peles mais mistas a secas; marca muito as linhas finas de expressão; deixa os pelos faciais endurecidos, como cílios, sobrancelhas e barba, caso encoste um pouco nos cabelos da cabeça, eles também endurecem; possui cheiro forte de álcool; acetina em demasia a pele demostrando um ar de "falsidade", como se houvesse exagerado na aplicação de um pó translúcido, grosseiro e matte; e em alguns dias dependendo do clima e dos cosméticos aplicados antes dele, o rosto se mostra um pouco "engessado", com movimentos faciais duros, limitados, com pouca flexibilidade.


Já o Bioré UV Bright Face Milk de cor rosinha tem uma chance maior de agradar, mas vale dizer que ele possui TODOS os defeitos da versão branca mencionada acima, só que em menor grau e potência por assim dizer. Ele pode ser uma boa opção para peles oleosas, mas caso se use ele todo dia como filtro oficial, ele culmina nos mesmos problemas, só que demora mais a acontecer, e quando acontece, não é tão desastroso. 

Ele continua deixando um uma pele até bonitinha na primeira hora de uso, mas depois eu o considero também como fora dos padrões, fora da ""moda"". O efeito branco é menor pois possui menos concentrações de filtros físicos na fórmula, mas mesmo assim não é nada indicada a peles mais morenas a negras e nas peles morenas claras como a minha, ainda assim ele deixa margem para o vulgar e grosseiro. Esta versão também é 100% necessária a remoção prévia com demaquilante de base mais oleosa para depois seguir com a limpeza tradicional. 


A versão azul é a Biore UV Perfect Milk, ao contrários das duas já mencionadas, essa vem com 10 ml a mais, com textura mais fluídos que as outras e com a menor concentração de filtros físicos na fórmula, apesar de ainda tê-los como parte da composição geral.

Dos três, este é o único que não evidencia o tom branco vulgar, é mais refinado na pele e mais sensato com o visual apresentado  a sociedade. Ele também não precisa de dupla limpeza, apenas um bom sabonete mais potente, mas se seu limpador for daqueles muito suavizantes, o bom é que continue com a dupla limpeza mesmo. Ele também não mostra tantos problemas com o aumento de poros, engrossamento da pele e multiplicação da quantidade de cravos, mas de contra partida o efeito sequinho e matte tão amado por alguns deixa drasticamente a desejar, sendo tão oleoso ou mais que muitos filtros nacionais. 

A linha de filtros da Bioré Milk que eu considerava há anos atrás os produtos de proteção solar dos sonhos, hoje são produtos que não entram na minha rotina de modo algum. Ainda realizei alguns testes recentes com eles, já que um amigo comprou para experimentá-los e realmente minha opinião e gosto mudaram radicalmente referente a eles.

Não entregam a finalização que eu julgo saudável e bonita, não se comportam bem, e não é pela razão deu ter envelhecido e a pele ficou mais seca ou qualquer outra mudança biológica evidente,  pelo contrário, é simplesmente por uma apuração de bom gosto e análise longa deles referente aos resultados. Mas vale repetir um elogio antigo: eles são maravilhosos no quesito barreira anti UV, apesar disso ser mais que obrigação da marca em cumprir, mas vale este meu reforço sobre a alta qualidade neste critério. 


Atualmente eu quero uma pele viçosa, porém sequinha; quero uma pele iluminada, porém com produção de sebo equilibrada; quero um filtro maleável, com textura agradável e assim por diante. É claro que muito do meu descontentamento atualmente se dá por uma mudança de gosto pessoal e número grande de novos produtos da categoria que testei e que me agradam mais, porém há também minha mudança de opinião pelo quesito de dano a pele, que mesmo que demora a acontecer caso se limpe da maneira indicada, ainda assim acontece, e acreditem: não é só minha esta queixa. 

A vida é assim, a gente gostava de "fulano", hoje não gosta mais, a gente amava comer tal coisa, hoje odeia, a gente acreditava naquilo, hoje não... E com essas mudanças drásticas que a vida dá, está é minha atual versão geral sobre esse trio tão famoso e que já foi tão amado por mim, como pode ser visto nas variadas resenhas antigas sobre os filtros japoneses Bioré Milk. 

9 comentários :

  1. Mesma coisa que eu edu, muitos cravos e pele grossa mesmo usando os demaquilantes japoneses + limpeza todo dia. Fora q ressaca a pele.

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro o branquinho, eu uso diariamente tem uns 3 anos eu acho, inclusive conhecí o produto aqui no seu blog. Minha pele é extremamente oleosa e ele é o único que segura o brilho por algumas horas. Certamente nao uso a quantidade adequada porque ele realmente deixa a pele esbranquiçada. Eu acabo passando menos produto porque pra mim o mais importante é segurar a oleosidade mesmo, e passo outos produtos como BB Cream e pó com fotoproteção por cima. Só largo Bioré perfect face milk se inventarem outro mais seco que ele kkkk

    ResponderExcluir
  3. Edu, que maravilhosa sua releitura dos Bioré. Inclusive, eu acho que deveria ser mais divulgada para que chegue a mais pessoas. Por que? Porque esse boom dos Bioré ainda existe e várias pessoas compram estes protetores para serem os controladores de uma oleosidade exacerbada e como se fosse a única alternativa. Sempre que leio comentários nos perfis de influenciadores no instagram de pessoas que têm a pele SUPER oleosa, me pergunto como é que elas esperam que apenas um protetor resolva todos os problemas. Ademais, falo da minha experiência pessoal. Depois de muito ler sobre os Bioré e que o Bright Milk deixaria a pele mais viçosa, comprei um. E aí? É o pior protetor solar que já usei! Não só obstrui meus poros (mesmo fazendo a dupla limpeza) como também deixa e pele extremamente ressecada. Tenho pele mista e mesmo o nariz que é a parte mais oleosa, ele resseca. Passar maquiagem por cima??? Envelheço 10 anos pelo menos. Então, seu post veio em boa hora para relembrar a gente que esses produtos que surgem como unanimidade têm que ser bem analisados. E claro, concordo com você, nosso gosto muda ao longo do tempo. Um beijo pra você! Alicita Joana.

    ResponderExcluir
  4. Já ia comprar e você me fez mudar de ideia. Obrigado!

    ResponderExcluir
  5. Edu, Qual protetor você esta usando atualmente e gostado do resultado? Qual indica para pele oleosa?

    ResponderExcluir
  6. Eu usei o Bioré branco por 1 mês mais ou menos, foi um sonho: pele linda, sem poros, sequinha. O pesadelo começou com pequenos cravos e espinhas, minha pele engrossou muito, ficou ressecada e com aspecto MUITO envelhecido. Eu tinha uma pele muito bonita, de verdade, sem manchas, cravos e espinhas. Minha acne era supercontrolada, nascia 1 ou 2 espinha por MÊS e olhe lá. E sim, fazia dupla limpeza todo dia, inclusive utilizei espumas da própria Bioré por ser mais potente e continuava nascendo cravos e espinhas a um nível que minha testa e bochechas lotaram e fiquei com várias manchinhas. Não sei se é efeito psicológico, mas depois dessa experiência com protetor solar da Bioré, minha pele nunca mais foi a mesma, hoje em dia tenho uma acne chata e frequente, nada muito grave (espinhas pequenas e cravos chatos para sair, as vezes espinhas internas), mas minha pele é outra e querendo ou não isso mexe com a auto estima. Espero que ajude quem pensa em utilizar produtos extremamente matificantes, pois a consequência provavelmente não demorará para chegar. O melhor é seguir a linha do Edu: produtos secos mas que deixam a pele saudável, iluminada e com viço.

    ResponderExcluir
  7. Oi Edu, amo seu blog e adorei ler sobre a sua nova avaliação desses protetores. Eles estão na minha lista de desejos há bastante tempo mas começo a cogitar de tirá-los rsrsrsrsr
    De todos os protetores que você já experimentou, qual o seu preferido? Abraços, Jakeline

    ResponderExcluir
  8. Nossa Edu, e durante o meu uso do Bioré Perfect Milk sempre corria atrás de demaquilantes bifásicos (que continham óleo na formulação), para poder removê-lo... Isso tudo na minha ignorância, por assim dizer. Não comprarva os asiáticos pois os achava forte demais, porque sempre estou passando algum dermocosmético na face ou alguns ácidos, para controle da acne e ação anti idade.
    Você acha que uma água micelar de boa qualidade pode retirá-lo? Hoje em dia ele fica no fundo do meu guarda-roupas (kkkk), só o uso em caso de EXPOSIÇÃO PROLOGANDA ou nos dias em que a RADIAÇÃO SOLAR está em grau EXTREMO.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO, antes de comentar:

Caso seu comentário seja de dúvidas pessoais, como: "o que usar", "qual o melhor", "me diz uma rotina de produtos para minha pele" ou coisas deste tipo, seu comentário não será respondido! O Blog Vaidade Derme ajuda as pessoas de maneira geral, mostrando fórmulas, pareceres do blogueiro e outras informações pertinentes. Lembre-se: o blogueiro não é seu consultor de beleza pessoal!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...